Segue-nos nas

Redes Sociais

acompanha as nossas notícias, eventos e ofertas especiais

Banco de Leite Humano tem falta de dadoras

O leite humano é o alimento ideal para os bebés, garantindo-lhes o melhor início de vida! Neste sentido, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a UNICEF recomendam o aleitamento materno exclusivo desde o nascimento até aos 6 meses, e a manutenção da amamentação a par da alimentação complementar até, pelo menos, aos 2 anos de idade. 

No caso de bebés prematuros e/ou doentes, em que as próprias mães não os possam alimentar (por exemplo, por motivos de doença ou de produção insuficiente de leite), dar leite a estes bebés aumenta as suas hipóteses de sobrevivência, evitando complicações e melhorando a saúde, a nutrição e o desenvolvimento da criança.

 

Foi com o intuito de ajudar estes bebés que foi criado, em 2009, o Banco de Leite Humano da Maternidade Alfredo da Costa (MAC), em Lisboa. Este banco, de estrutura única no país, ministra leite humano a bebés internados no serviço de Neonatologia da própria maternidade, mas tem também alimentado recém-nascidos de outros hospitais, como o Fernando da Fonseca (Amadora-Sintra) e o Garcia de Orta. Contudo, o objectivo passa por aumentar o ritmo de doações, para que se possa alargar o serviço a outras unidades de saúde.

 

Números do Banco de Leite Humano

  • Desde a sua criação já 200 mulheres doaram leite ao banco

  • Este serviço já ajudou a alimentar mais de 1000 bebés

  • São recolhidos e processados entre 400 a 600 litros por ano

 

Neste momento apenas 3 mães entregam o seu leite à MAC, número que se revela insuficiente, correspondendo a cerca de um quarto das necessidades. Assim, e para o regular funcionamento deste banco, são necessárias 12 mães dadoras em simultâneo, número que chegou a atingir, no passado, as 45 pessoas a doarem o seu leite ao mesmo tempo. Algumas das razões para esta quebra significativa podem estar relacionadas com as dificuldades operacionais na recolha e transporte, e na dificuldade em recrutar novas mães (Público, Maio de 2017)

 

Condições para Ser uma Dadora

  • Amamentar em exclusivo o seu próprio filho, nascido há menos de 4 meses, com normal aumento de peso

  • Ter a noção de excedente de leite

  • Mãe saudável, não fumadora, nem consumidora habitual de medicamentos nem produtos de ervanária

  • Sem hábitos ou comportamentos considerados de risco

  • Boas condições de higiene no domicílio

  • Fácil acesso a congelador

  • Aceitar as regras e procedimentos do Banco de Leite da MAC (inclui análises periódicas de sangue)

 

Para a extracção de leite pode ser utilizada uma bomba da própria ou uma fornecida pelo serviço, ficando o leite congelado em casa da dadora, até ser recolhido por uma empresa que o transporta periodicamente para a MAC, sob rigorosos critérios de temperatura e higiene. Por sua vez, no Banco de Leite Humano é feita a caracterização bacteriológica do leite, que é submetido posteriormente a um processo de pasteurização, garantindo-se a total segurança do alimento.

 

Para mais informações pode consultar o documento neste link (Perguntas Frequentes) ou contactar o Banco de Leite Humano através de:

Email: bancodeleite@chlc.min-saude.pt

Telefone: (+351) 213 184 000 - dias úteis das 09.00h às 16.00h

Telemóvel: (+351) 961 333 730 - dias úteis das 09.00h às 16.00h

 

O Leite Humano doado salva vidas, por isso lembre-se: Para si é leite, para a criança é vida!

 

Partilhar no Facebook
Please reload

Please reload

Arquivos
Siga-nos
  • White Facebook Icon