Polvos em Croché ajudam Bebés Prematuros

Trabalhar com bebés prematuros pode ser tão delicado, quanto compensador e apaixonante.

Neste contexto, foi criado há quatro anos, em Fevereiro de 2013, o Danish Octo Project, quando um grupo de voluntários começou a costurar polvos em croché com o intuito de os doar para bebés prematuros em Unidades de Cuidados Intensivos Neonatais.

O primeiro hospital a testar a utilização destes polvos foi o Hospital Universitário Aarhus, na Dinamarca, onde a equipa médica verificou melhorias nos bebés, entre as quais, a  nível do sistema respiratório e cardíaco, bem como aumento dos níveis de oxigénio no sangue. Para além disso, os bebés ao abraçarem estes bonecos são menos propensos a tentar retirar monitores e tubos.

 

Parece, assim, que os bebés se sentem seguros, protegidos e confortáveis com estes simpáticos companheiros, e existe uma explicação simples para isso. Ao abraçarem o brinquedo, feito em croché, os recém-nascidos sentem-se tranquilos, uma vez que os tentáculos se assemelham ao cordão umbilical e transmitem uma sensação de segurança semelhante àquela que existia no útero materno.

 

Actualmente o projecto já fez doações para 16 hospitais em toda a Dinamarca e já recebeu pedidos para iniciar o projecto em vários países pelo mundo. Já existem voluntários a avançar com a iniciativa na Suécia, Noruega, Islândia, Ilhas Faroé, Alemanha, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, França, Itália, Turquia, Croácia, Israel, Territórios Palestinianos, Austrália e EUA (Califórnia e Flórida).

 

Os especialistas alertam para o seguinte: para que o brinquedo seja seguro para recém-nascidos, os polvos têm de ser produzidos em 100% algodão e os tentáculos não podem exceder os 22 centímetros.

 

Trata-se de uma ideia incrivelmente simples e com bons resultados, que têm sido percebidos pelos profissionais e pelos pais.

Partilhar no Facebook
Please reload

Please reload

Arquivos
Siga-nos
  • White Facebook Icon

Segue-nos nas

Redes Sociais

acompanha as nossas notícias, eventos e ofertas especiais