É bom saber #1: Porque medem os nossos filhos em percentis?

Na consulta de Saúde Infantil é de extrema importância a avaliação do peso, da estatura e do perímetro cefálico, porque são uma fonte importante de informação sobre a saúde da criança. Para avaliar o crescimento da criança, o médico verifica os percentis de cada medição, que correspondem à sua posição em relação a crianças do mesmo sexo e idade. Nas crianças que nascem prematuras, os percentis têm de ser ajustados pelo médico em cada consulta, até aos dois anos. Os percentis são traduzidos em curvas num gráfico como o das figuras:

 

Figuras retiradas de: Direção-Geral da Saúde (2013). Norma da Direção-Geral da Saúde. Programa Nacional de Saúde Infantil e Juvenil, 010/2013, pp. 45-49.

 

Se na curva do crescimento do peso verificarmos que, de acordo com o sexo e a idade, a criança se encontra, por exemplo, no percentil 15, significa que, em média, 15% dos bebés saudáveis do mesmo sexo com essa idade pesam o mesmo ou menos. Ou seja, trata-se de um conceito estatístico que permite estimar qual a percentagem da população com o mesmo sexo e idade que tem um valor igual ou inferior.

 

Em Portugal, adotaram-se como referência as curvas de crescimento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Estas têm por base a avaliação do crescimento de mais de 8 mil crianças com aleitamento materno em todo o mundo. Foram construídas com a evolução do crescimento previsível para 95% de crianças saudáveis (entre os percentis 3 e 97) do sexo feminino e masculino. O percentil de crescimento da criança é determinado pelo potencial genético, que é influenciado pelo aporte nutricional e pelo estado de saúde. Cada criança terá a sua própria curva de crescimento, que deverá manter-se mais ou menos paralela a uma das curvas de referência. As crianças que seguem as curvas do percentil 3 ao percentil 97 terão crescimentos considerados normais. Assim, mais importante do que o valor do percentil de uma única medição é a evolução do percentil ao longo do tempo. É esta evolução que permite avaliar se o crescimento está a ocorrer adequadamente.

 

Ao longo do tempo, a criança poderá descer ou subir de percentis. O cruzamento de um percentil, ou seja, saltar para um espaço para cima ou para baixo de uma curva, na maioria das vezes, não se associa a nenhum problema, contudo uma avaliação médica é importante para excluir problemas de saúde. O cruzamento de dois percentis pode ser um sinal de alarme.

 

Referem-se alguns exemplos da interpretação dos percentis, de acordo com a idade. Nas crianças com menos do que três anos de idade, um peso abaixo do percentil 3 ou cruzamento descendente de mais do que dois percentis nas curvas de crescimento poderá significar uma má evolução ponderal. Contudo, uma criança também poderá crescer no percentil 3, por exemplo, nas situações de baixa estatura familiar ou se tiver nascido pequena para a idade gestacional.

 

Nas crianças com menos de 5 anos, por definição segundo a OMS, um percentil de Índice de Massa Corporal (IMC: relação peso/altura ao quadrado) acima de 99 significa obesidade, que merece uma atenção cuidada, por se tratar de uma doença multifatorial e multissistémica.

 

Na avaliação do crescimento, a relação entre os vários percentis (especialmente o do peso com o da estatura) é também uma fonte importante de informação. Espera-se que a evolução da estatura se acompanhe com uma evolução correspondente do peso, e quando isso não acontece poderá existir, por exemplo, um aporte nutricional desadequado.

 

Sobre este tópico e como pais, é importante que se façam acompanhar do Boletim de Saúde Infantil para qualquer avaliação por um profissional de saúde, que compareçam nas consultas de Saúde Infantil nas idades-chave previstas no Plano Nacional de Saúde Infantil e Juvenil (que constam no livro) e que aproveitem a consulta para esclarecer os cuidados com a alimentação e bom crescimento do vosso filho.

Partilhar no Facebook
Please reload

Please reload

Arquivos
Siga-nos
  • White Facebook Icon

Segue-nos nas

Redes Sociais

acompanha as nossas notícias, eventos e ofertas especiais